Cities Skylines

Qualquer jogador de simuladores de ‘construção de cidade’ tem noção da importância de gerir bem o tráfego das suas cidades. Este poderá significar a diferença entre um bom jogo fluído, sem grandes chatices e com a população contente, ou um jogo onde se cria um inferno de congestionamento que se não for travado pode mesmo mandar a cidade abaixo.

Gerir o tráfego, tanto em jogos deste género como na vida real é toda uma ciência. Os grandes fãs de Sim City têm desde Sim City 4 usado mods, cheats e addons para melhorar o tráfego das suas cidades, alguns deles bastante complexos. Contudo existem dicas simples fundamentais para até os iniciantes deste género de jogos. Este artigo serve para fornecer essas dicas para o jogo Cities: Skylines (embora se apliquem facilmente a qualquer outro jogo do género), sem entrar em grandes detalhes técnicos. Para quem quiser ver artigos mais detalhados e técnicos, e perceba inglês, aconselho estes: How to Traffic, virado para o tráfego de estrada, e High Train Traffic Solutions virado para tráfego de comboios.

 

Como se processa o tráfego em Cities: Skylines?

O tráfego em jogos deste género tende a processar-se de uma forma simplificada: os cidadãos começam na sua casa e procuram dirigir-se ao seu trabalho e a lojas. Para isso eles deslocam-se do ponto A para o ponto B através do caminho mais curto e não do mais eficiente. Se ambos os pontos estiverem bastante próximos, os cidadãos deslocam-se a pé. Caso contrário usam carros ou transportes públicos. Os transportes públicos vão efectivamente aumentar a distância que os cidadãos estão dispostos a percorrer a pé, usando paragens como pontos intermédios (mesmo que para isso tenham de trocar de transporte publico ou de linha).

Assim, quanto maior a distância que têm de percorrer, maior o descontentamento e acima de tudo maior a probabilidade de gerar um elevado tráfego com congestionamento.

 

Congestionamento de tráfego é mau. Porquê?

Congestionamento e um elevado tráfego tem 2 grandes pontos negativos: causa muita poluição sonora e demoras na movimentação dos cidadãos. Se se formarem grandes filas de trânsito, o nível de poluição sonora que o jogo regista aumenta consideravelmente, diminuindo o valor dos terrenos adjacentes e a saúde dos habitantes. A demora na movimentação dos cidadãos também é bastante prejudicial porque aumenta o descontentamento e consequentemente as probabilidades de estes decidirem abandonar a cidade. Tudo isto faz-nos perder dinheiro ou ter de gastar mais dinheiro a garantir a saúde dos cidadãos, aumentando consideravelmente a dificuldade do jogo, ou chegando mesmo a fazer-nos entrar numa espiral de perdas da qual não conseguimos sair.

 

Usar mods é essencial

Como foi dito no review de Cities: Skylines, a inteligência artificial do jogo no que toca à gestão do tráfego é péssima. Incapaz de aproveitar decentemente os tipos de vias disponíveis (ao ponto de as estradas mais largas, as de 4 vias, serem as mais ineficientes), o jogo base torna quase impossível uma adequada gestão do tráfego. Assim, o uso de mods que alterem o comportamento dos cidadãos e movimentação de veículos é essencial, bem como de mods que forneçam mais opções de estradas.

Congestionamento de tráfego em Cities: Skylines
Prova de como a inteligência artificial do jogo não gere bem o tráfego

 

Planeia bem a tua cidade

É fácil cair na tentação de misturar tudo que a cidade precisa num pequeno espaço mas isto é um erro. Coisas como zonas industriais ao lado de zonas habitacionais não é apenas mau por causar demasiada poluição e barulho, é também mau por causa do tráfego. Embora o tráfego se mova pela distância mais curta, levando-nos a pensar que quanto mais perto os locais de trabalho estiverem das habitações melhor é, é importante ter noção de que para além do tráfego dos cidadãos há ainda o tráfego pesado de mercadorias. Esta é o que transporta bens de e para indústrias e comércio. Misturar os dois tipos de transporte irá gerar um elevado congestionamento (já que os pesados deslocam-se mais lentamente que os ligeiros).

Deve-se então separar as zonas industriais do resto da cidade, isolando-as numa área com os seus próprios acessos (ver em baixo). As zonas comerciais também devem estar perto de acessos rápidos (ver em baixo) mas podem já estar dentro de zonas habitacionais, até mesmo divididas em pequenos bairros comerciais. Isto é benéfico porque reduz a distância que os cidadãos têm de percorrer caso se desloquem de casa para as lojas e vice-versa, o que compensa em muito o pouco tráfego pesado que edifícios comerciais recebem.

 

Cria artérias principais e evita intersecções

É essencial criar grandes vias principais dentro da cidade (as chamadas artérias), que servem de corredores de elevado e rápido tráfego (geralmente de 3, 4 ou mais faixas) e que ligam a outras artérias ou à auto-estrada. Cada zona industrial deverá ter uma destas artérias a ligar directamente à auto-estrada, permitindo assim que o tráfego pesado de transporte de matérias primas e produtos manufacturados possam entrar e sair rapidamente da zona industrial.

Zonas comerciais também devem estar localizadas adjacentes a estas artérias principais, ajudando assim a diminuir o tráfego de pesados dentro da cidade.

Deve-se também evitar ter muitas intersecções nestas artérias. Intersecções causam sempre muito tráfego e são a pior maneira de o fazer fluir. Rotundas são a melhor maneira do tráfego fluir entre estradas que se interceptem, embora possam ocupar muito espaço. Quanto maior o número de intersecções, maior a quantidade de semáforos e consequentemente congestionamento.

Evita também intersecções com mais de 4 estradas, já que isso levará a um grande tempo de paragem nos semáforos das intersecções, levando a longas paragens.

cidade com graves problemas de congestionamento
Embora possua várias artérias, esta cidade sofre de graves problemas de congestionamento muito devido às constantes intersecções entre estradas

 

Caminhos pedonais em vez de passadeiras

Caminhos pedonais são muitas vezes esquecidos pelos jogadores mas podem ser bastante úteis especialmente quando posicionados perto de uma paragem de transporte público. Caminhos pedonais elevados podem mesmo ser uma boa solução para atravessar estradas, em vez de passadeiras que estão condicionadas por semáforos. De facto, remover as passadeiras de estradas (principalmente das artérias principais) e substituí-las por passagens pedonais elevadas ajudará a descongestionar o tráfego já que os carros não têm de parar para deixar passar peões.

 

Atenção às saídas da auto-estrada

As saídas da auto-estrada são também um grande foco de congestionamento, principalmente as que existem por defeito no jogo base. Uma única faixa nas rampas que ligam a auto-estrada às estradas da cidade não são suficientes para cidades grandes. Considera usar mods e add-ons de saídas de auto-estradas, uns mais elaborados que outros, ou cria os teus próprios, e depois junta dinheiro suficiente para as aplicar (são estruturas geralmente caras, mas que valem a pena). Assegura que as saídas das auto-estradas ligam directamente às artérias principais da cidade e que as zonas industriais possuem as suas próprias saídas, garantindo assim que o tráfego pesado dificilmente se mistura com o dos cidadãos.

 

Recorre a estradas elevadas ou enterradas

Pode sair caro mas estradas elevadas ou enterradas (principalmente as segundas) podem ser uma excelente solução para lidar com tráfego que precisa de atravessar a cidade, sem que realmente entre dentro desta. À medida que o jogo progride, presta atenção às maiores movimentações de veículos e vê se a cidade não beneficiaria de uma via rápida enterrada que ligue, por exemplo, a auto-estrada ao centro, mesmo que seja só uma ligação para entrar na cidade e não haja outra para sair do centro para a auto-estrada.

Poderá ser difícil e dispendioso combinar estradas enterradas com linhas de metro, e quantas mais estradas enterradas já existirem mais difícil se torna, contudo elas conseguem aliviar imenso o tráfego se forem bem planeadas.

Teia de estradas
Exemplo de uma grande teia de estradas enterradas, com a saída da auto-estrada a ser enterrada e a levar a outros locais da cidade

 

Estradas com árvores e parques de estacionamento

Ter uma cidade cheia de estradas decoradas com árvores é das melhores coisas que se pode ver em Cities: Skylines, já para não falar de que ajudam a reduzir a poluição sonora. Contudo, estas têm um grande defeito: removem os lugares de estacionamento disponíveis ao longo da estrada. Porque é isso um problema? Porque cada edifício tem um número limite de lugares de estacionamento, o que significa que outros visitantes têm de encontrar outros lugares para estacionar e ir depois a pé até ao edifício. Quando não encontram estacionamento, vão procurar outro e é aqui que entra o problema: se os cidadãos são forçados a ir procurar outro edifício, devido à falta de estacionamento, eles vão aumentar mais o tráfego bem como o seu descontentamento devido a uma maior viagem efectuada. É por causa disto mesmo que uma cidade só com estradas dessas sofre de elevados problemas de tráfego mesmo que tudo o resto seja bem feito.

Para minimizar este problema, pode-se recorrer a parques de estacionamento e garagens de estacionamento (as quais só encontramos graças a mods)

 

Estradas de um sentido são úteis, mas cuidado

Cansado de tentar tudo e mais alguma coisa e mesmo assim não conseguir baixar o congestionamento? Então está na hora de estradas de um só sentido. Pessoalmente, vejo estas estradas como uma espécie de ‘último recurso’ porque elas vão condicionar imenso os caminhos disponíveis para o trânsito e se forem mal planeadas podem aumentar em muito o tempo de viagem dos cidadãos. Evita ao máximo fazer longas estradas de um só sentido sem qualquer saída. De facto, este tipo de estradas só deve ser aplicado em malhas pequenas com várias estradas ligadas entre si.

O grande benefício delas não é só canalizar o tráfego usando todas as vias da estrada mas também o de não possuírem semáforos. Mas a limitação dos caminhos pode facilmente levar a confusões, especialmente na colocação de linhas de autocarro, e se não forem planeadas com cuidado rapidamente caímos no erro de canalizar demasiado o tráfego para uma só via, mesmo que haja outras possibilidades, porque essa via acaba por ser o caminho mais curto (como vimos em cima, esse é o caminho que o jogo utiliza para movimentação do tráfego).

Estradas de um só sentido
Rede de estradas de um só sentido

 

Cuidado com os edifícios utilitários, principalmente os de carga/descarga

Edifícios de infraestruturas, como aterros, escolas, hospitais, etc, também causam tráfego. Estes devem ser colocados sempre em vias grandes e de fácil acesso caso contrário não conseguem escoar rapidamente os seus veículos (o que poderá ser prejudicial). Mas os mais importantes entre eles são os de carga/descarga como portos, aeroportos, estações de comboio. Muito do tráfego pesado é canalizado para portos e estações de comboio de carga/descarga e muito mais tráfego pesado sai desses edifícios. Se esse tráfego for forçado a passar pela cidade, haverá grande congestionamento de certeza. Assim, deve-se garantir que estes edifícios estão isolados ou têm um fácil acesso a artérias e/ou auto-estrada.

Edifícios de onde venham pessoas e turistas, como aeroportos, também criam tráfego principalmente de táxis, com os passageiros a terem de se movimentar para outros locais da cidade. Contudo, estes beneficiam imenso se tiverem colocados em zonas centrais, perto de grandes bairros residenciais e comerciais. A melhor maneira para lidar com eles será a de colocar paragens de transporte público mesmo junto a esses edifícios, garantindo assim que passageiros que entrem na cidade se desloquem a pé e por transportes públicos e não por carro.

 

A gestão de tráfego é feita gradualmente

É impossível começar o jogo e estar logo a pensar no tráfego que a cidade terá quando for 10x maior. É impossível simplesmente porque não há dinheiro para tal coisa. Conseguir grandes e fantásticas saídas de auto-estrada pode rebentar logo com todo o dinheiro inicial, e os custos de manutenção também são elevados. Para além de não se justificarem, dado que o tráfego no início do jogo não chega aos calcanhares do que existe mais à frente.

Assim, a rede de estradas deve ser feita e refeita à medida que a cidade cresce, sem ter receio de destruir bairros inteiros, e à medida que o dinheiro vai estando disponível.

 

Transportes públicos gratuitos

Os transportes públicos devem ser tornados grátis através do painel de políticas para a cidade. Uma rede de transportes em Cities: Skylines raramente traz lucros e à medida que esta é aumentada, com recurso a diferentes tipos de transportes públicos, o que se verifica é uma quebra na utilização de certos meios de transporte (por exemplo, quando há metro disponível, este será tomado como preferência pelos cidadãos, até porque um caminho subterrâneo tende a ser mais curto do que um trajecto de autocarro). E a rede de transportes público é sempre criada com a intenção de reduzir tráfego numa cidade e ao ser gratuita o número de cidadãos que a usam aumenta bastante, tornando-a mais eficiente mesmo que no final saia mais caro.

transportes públicos
Centenas esperam por autocarros, o que significa menos centenas de carros nas estradas

Os benefícios de uma rede gratuita tendem, contudo, a compensar no jogo pois reduzem o tráfego, o que reduz a poluição sonora e melhora o rendimento dos edifícios em redor das estradas (e as próprias paragens de transportes públicos aumentam a felicidade dos cidadãos, melhorando também a rentabilidade das habitações perto delas).

É também importante garantir que os transportes públicos são tão rápidos a levar um cidadão para o trabalho como a trazê-lo de volta. Se uma linha de autocarro é rápida e deixar o cidadão no local de trabalho mas depois percorre uma muito maior distância a voltar, então o cidadão optará por ir de carro.

 

Espero que estas dicas vos sejam úteis e que com elas consigam lidar com o flagelo em que o tráfego se torna neste género de jogos. E se tiverem mais dicas vossas, ou discordarem de algumas aqui apresentadas, não hesitem em partilhar aqui.

2 COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.