8 raças distintas

Endless Space 2 possui um total de 8 raças distintas (9 se adquirirem o DLC). Cada raça existente é bastante distinta das outras, com mecânicas próprias mas acima de tudo com uma história por trás de si e ao longo do jogo encontramos dezenas de eventos relacionados com essa mesma raça.

Sophons – Uma raça de cientistas fervorosos que não deixam coisas como acidentes, explosões e até mesmo a irresponsabilidade que grande poder trás consigo impedir o progresso científico. Para eles, a guerra é um desperdício e preferem passar o seu tempo a pesquisar e desbloquear os mistérios do universo.

Cravers – Uma raça criada pelos Endless como máquina de guerra. Quando estes desapareceram, os Cravers foram deixados por conta própria. Incapazes de sentir empatia e boas emoções, a raça preocupa-se apenas com uma coisa: consumir. E como o seu planeta está a ficar sem recursos, eles são forçados a procurar novos locais e vítimas.

Lumeris – Uma raça inspirada nos ‘hutt’ de Star Wars: anfíbios humanoides que só procuram lucro à custa de tudo e todos, mesmo traindo alianças. Apenas 4 famílias dominam toda a sociedade Lumeri.

Vodyani – Com a destruição do seu planeta devido a uma extensa industrialização, os vodyani foram salvos pela tecnologia descoberta em ruínas Endless. Desde então veneram a mítica raça como deuses, tornando-se fanáticos dispostos a limpar a galáxia de infieis. Os vodyani vivem agora em ‘arcas’, grandes naves colónias que usam para se expandir para outros mundos, consumindo as raças que lá existem.

United Empire – A raça humana é representada neste jogo pelo United Empire. Embora o jogo lhes chame de Mezari, toda a história por detrás, como como aquela presente em Endless Space 1, mostra que os Mezari são descendentes dos terráqueos que encontraram Auriga, o planeta de onde os Endless surgiram. Em Endless Space 2, o United Empire surgiu após uma longa guerra civil Mezari que quase levou a raça à extinção mas cujos líderes tiveram o bom senso de terminar em paz antes que isso acontecesse. Desde então tornou-se um império industrialista e expansionista.

Horatio – A mais estranha das raças, Horatio não passam de clones de Horatio. O primeiro Horatio (o original) foi um Mezari trilionário excêntrico e cansado de tudo que decidiu viajar a galáxia até cair num planeta rico e sem vida inteligente, o qual ele imediatamente declarou como seu e se tornou o seu imperador. Felizmente para ele o planeta possuía várias ruínas Endless de onde ele adquiriu enormes conhecimentos de genética e medicina e assim mudou a sua aparência para o que considerava ser perfeição. Quando começou a ficar aborrecido por estar sozinho, decidiu então povoar o planeta com clones do ser mais bonito que conhecia, ele próprio. Nasceu assim a raça Horatio que se considera a melhor e mais perfeita de todas e que só tem um propósito: tornar a galáxia tão bela quanto ele(s).

Riftborn – Originários de outra dimensão, os riftborn foram forçados a entrar na galáxia quando as barreiras entre as duas dimensões foram quebradas. Esta quebra levou a uma catástrofe gigante no lado dos riftborn, espalhando-se por toda a dimensão como veneno no sangue. Para sobreviveram, tiveram de entrar na galáxia e assumir forma. Os riftborn procuram agora entender a galáxia em que se encontram, usando e abusando de habilidades que vão para lá das leis da física como moldar o tempo.

Unfallen – Uma raça de árvores evoluídas que preferem paz a tudo. E há semelhança dos ‘ents’ em Senhor dos Anéis, estes levam a vida muito calmamente, desenvolvendo-se muuuuiiiito lentamente. Infelizmente o progresso foi-lhes atirado sobre forma de uma batalha espacial que fez chover fogo em muitas áreas do seu planeta. Não aceitando que isso pudesse voltar a acontecer, os unfallen desenvolveram-se rapidamente e agora tomam a sua posição na galáxia como defensores da paz, controlando sistemas através de ‘gavinhas’ e naves semente que usam para se expandirem e controlarem politicamente os sistemas.

1
2
3
4
5
6
REVIEW GERAL
Avaliação Pessoal
8,5
Avatar
Engenheiro de profissão e gamer por gosto, João Paulo adora boardgames, RPGs de mesa e computador, RTS e shooters e olha para jogos para uma excelente forma de arte, transmitir emoções e contar histórias fenomenais.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.