Fallout Shelter

No mundo pós-apocalíptico de Fallout, muitos dos sobreviventes conseguiram escapar do inferno nuclear escondendo-se em grandes abrigos subterrâneos, desenhados para serem autênticas vilas auto-suficientes. Estes ‘cofres’, como lhes chamam, serviriam para garantir a continuidade dos Estados Unidos da América após a guerra nuclear iminente. Em Fallout Shelter nós tomamos o controlo de um ‘supervisor’ de um destes Cofres e embora na saga Fallout se perceba que o propósito deles, nobre na sua essência, foi completamente deturpado, neste jogo tal não aconteceu no Cofre que controlamos e este funcionou como pretendido.

Fallout Shelter é um jogo sem fim, grátis (mas com micro-transacções que não são verdadeiramente necessárias para usufruir deste), onde teremos então de governar o Cofre e os seus habitantes, construindo salas essências para o seu funcionamento, como salas de geradores eléctricos, salas de tratamento de água, etc. Para tal temos ao nosso dispor 3 importantes recursos: electricidade, necessária para garantir que as salas podem funcionar, água e comida ambos necessários para garantir a sobrevivência dos habitantes. Cada um destes habitantes possui estatísticas definidas pelo sistema SPECIAL (Strength/Perception/Endurance/Charisma/Intelligence/Agility/Luck), usado noutros jogos da saga Fallout, e que determinam que certos habitantes são melhores para operar uma dada sala conseguindo assim que esta opere mais rapidamente. Outro sistema que ajuda na produção é também o da ‘felicidade’ dos habitantes, pois quanto mais felizes melhor trabalham.

Para além desses recursos, temos as ‘caricas’ que funcionam como dinheiro e são elas que nos permitem construir salas, bem como construir armas e fatos que aumentam as estatísticas dos nossos habitantes. E para fazer essas armas e fatos é também necessário ‘tralha’ que se vai recolhendo em missões ou explorando a superfície desolada. Mais raras são as ‘lancheiras Vault-tech’ que nos fornecem bónus imediatos (como recursos, objectos, armas, fatos e/ou habitantes especiais) e os animais de estimação, que fornecem um bónus permanente ao habitante que acompanham.

Por fim, é importante garantir que os habitantes estão bem armados para protegerem o Cofre de acidentes, como fogo, ou de invasões de criaturas como toupeiras-ratos, baratas ou escorpiões radioactivos e até mesmo invasões de salteadores ou criaturas mais agressivas como ‘deathclaws’. E claro, é necessário aumentar a população do Cofre, usando as salas de rádio para chamar pessoas de fora ou permitindo intimidade entre habitantes de sexo diferente e assim conseguir que as mulheres engravidem e tenham filhos que depois crescem. E não se preocupem, quando as crianças crescem até a idade adulta (algo rápido), deixam de envelhecer, de facto nenhum habitante envelhece ou morre por estar em idade avançada. E quando morrem por acidente ou ataque, podem ser ressuscitados com ‘caricas’.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Em Fallout Shelter também temos a possibilidade de enviar habitantes para explorar a superfície, ou enviar grupos em missões. Para isso convém garantir que estão bem equipados e que levam curativos suficientes (tanto para curar a vida como para remover os efeitos da radioactivade). A exploração só fornece boas recompensas se for prolongada durante longos períodos. Já as missões fornecem boas recompensas mas são significativamente mais perigosas. Nestas teremos de lidar com criaturas perigosas e recorrer às estatísticas SPECIAL das personagens para garantir que somos bem sucedidos. E é aqui que estas são bastante vitais.
– Ter uma Strength elevada ajuda a trazer mais equipamento das explorações mas também aumenta o dano dado em cada ataque. Já a Perception permite ter um indicador de tiro crítico mais lento.
– A Endurance aumenta a vida do habitante cada vez que ele sobe de nível.
– O Charisma pode ajudar a lidar com personagens que se encontrem e estejam dispostas a conversar.
– Intelligence melhora as chances de encontrar equipamento de cura ou de encontrar personagens amigáveis durante a exploração.
– A Agility determina o número de ataques que se consegue fazer antes do inimigo atacar.
– Por fim, a Luck aumenta o número de tiros críticos que se consegue fazer, bem como aumentar a probabilidade de encontrar bom equipamento.

Infelizmente, as missões acabam por ser só isto, mesmo que tenham por detrás uma história cómica por trás: entrar na localização, explorar cada casa, matar quase tudo o que se mexe, descobrir equipamento e ir curando as personagens. Por vezes pudemos evitar conflito ou conseguir recompensas diferentes conversando com outras personagens, mas isso é a excepção e não a regra.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Fallout Shelter é um bom jogo para passar o tempo, com uma arte gráfica própria e bastante agradável. As mecânicas são simples e de jogabilidade fácil. Mesmo que o jogo nunca tenha fim, fornece grandes horas de bom entretenimento. Aconselho-o a todos os amantes da saga Fallout e a todos os que gostam de jogos como Dungeon Keeper ou War for the Overworld, mesmo que a saga Fallout não lhes diga muito (como é o meu caso). E como é um jogo grátis cujas actividades das salas e missões requerem a passagem de largos minutos e por vezes largas horas/dias, mais razões temos para o experimentar e ir jogando um pouco por dia.

2 COMENTÁRIOS

  1. esse jogo é bem legal, muito bem bolado.. até chegarem os ataques de “mole rats”, aí não faz o menor sentido.. vc fica horas construindo a parada, fortalecendo os moradores, aumentando a população, tchu, tchu, na boa, aí vem um ataque de ratos dos infernos (sabe-se lá como chegaram lá dentro) que simplesmente destrói tudo, mata todo mundo (ou quase).. de joguinho de estratégia super inteligente para uma bobagem de ficar dando tiro em rato imortal.. aí sobra 2, 3 moradores, tudo para de funcionar, aquela precaridade, vc conserta tudo, recomeça o babado, aí lá vem os ratos de novo.. e destrói tudo de novo.. pisaram na bola..

    • É necessário ter sempre em mão alguns protectores dentro do shelter. Preferêncialmente uns 2 ou 3 na sala de entrada e mais 3 ou 4 espalhados. Mas dá armas a TODOS as tuas pessoas para que elas se possam desenrascar, e tira-as da sala quando as vês a morrer. Envia logo para lá os defensores armados e armadurados para combater os ratos. Acredita, há pior: demónios a atacar a entrada e a espalharem-se pelas salas

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.