Fortnite

A Epic já veio confirmar: existe um bug que afecta quem joga a 30 fps – ou seja quem joga Fortnite na Nintendo Switch ou em computadores mais fracos – que desacelera a velocidade de disparo das armas. Efectivamente, quem joga a 30 fps dá menos dano por segundo que qualquer outro jogador que corra Fortnite com mais frames por segundo.

A Digital Foundry conseguiu confirmar isto com testes práticos como se pode ver pelo vídeo partilhado no twitter.

Há também relatos de que as armas podem dar potencialmente mais dano por segundo para taxas de frames maiores que 60 fps, embora no vídeo isso não seja perceptível.

O motivo deste bug não se deve ao jogo em si mas ao moto de jogo: Unreal Engine 4 – tanto que este problema está presente em PlayerUnknown’s Battlegrounds, que também usa a UE4. Aparentemente, a velocidade de disparo de uma arma está directamente ligada à forma como as frames são processadas pelo computador ou consola, com cada bala a ‘ligar-se’ a uma nova frame assim que é disparada. Mas se a velocidade de disparo for muito grande, como acontece com armas automáticas, uma máquina que corra a 30 fps tem de atrasar o disparo em poucos milissegundos para conseguir processar uma nova frame com uma nova bala. É um desaceleramento muito pequeno, de facto, mas já diz o ditado “grão a grão enche a galinha o papo” – ao fim de disparar todo um clip de munições inteiro nota-se a diferença. Portanto, em teoria, num jogo 1v1, quem jogar com 60 fps ou mais terá vantagem sobre quem jogar a 30 fps simplesmente por ser capaz de dar mais dano mais rapidamente ao longo do tempo.

Pelo menos o erro foi reconhecido e a Epic já prometeu corrigi-lo na próxima patch. Até lá, se planeiam usar a Switch ou computadores mais lentos para jogar competitivamente Fortnite, será melhor esperarem.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.