Ubisoft volta a fazer das suas. Desde que foi anunciado na E3 2013, o jogo Tom Clancy: The Division tem sido um dos jogos mais antecipados muito por causa da qualidade gráfica que apresentava. Em The Division, somos levados à cidade de Nova Iorque após uma praga a ter reduzido a um estado de caos e quase ruína, e o trailer da E3 mostrava o quão espectacular essa visita ia ser. Coisas como neve, vapor a sair das tampas de esgoto, lixo a criar detalhe e relevo tanto nas ruas como em carros abandonados, iluminação fenomenal, tiros de balas a atravessar vidro de forma realista e toda uma atenção a detalhes mais pequenos como a roupa das personagens. No geral, toda uma qualidade gráfica nunca antes vista em jogos e que já tinha sido prometida em Watchdogs. Mas tal e qual como aconteceu com Watchdogs (e que foi uma das principais razões do seu falhanço), a Ubisoft volta a cometer o erro de prometer mais e a entregar menos no que toca a qualidade gráfica.
O pessoal de Games Radar teve acesso à beta de The Division e fizeram uma comparação da qualidade gráfica do trailer da E3 2013 e com a qualidade gráfica que a beta lhes apresentava e o resultado é tão chocante como foi com Watchdogs. Embora a beta não seja, verdadeiramente, o modelo mais fiável de comparação, tendo em conta o historial da Ubisoft e principalmente a drástica diferença, estas notícias não abonam a favor de The Division nem da Ubisoft que se arrisca a perder ainda mais fãs devido aos recentes problemas (Watchdogs, como já foi mencionado, e à enorme quantidade de bugs em Assassin’s Creed: Unity que tornaram o jogo praticamente impossível de jogar).

A qualidade gráfica apresentada na beta não é má, longe disso, mas não é estonteante nem fenomenal, pelo que The Division arrisca-se a ser apenas “mais um shooter”