Quando a Blizzard lançou, em 2000, o jogo Diablo II conseguiu deixar um marco no mundo dos jogos de computador. Esse marco foi tão profundo que hoje em dia são lançados jogos com o mesmo formato, construídos sobre mecânicas praticamente iguais às de Diablo II, cada um tentando ser o sucessor espiritual desse jogo. The Incredible Adventures of Van Helsing – Final Cut é um desses sucessores.

Desenvolvido da Neocore Games, que desenvolveu a saga de jogos King Arthur, em The Incredible Adventures of Van Helsing o jogador controla uma única personagem (o filho do famoso caçador Van Helsing) num jogo linear de hack&slash, destruindo hordas de inimigos a fim de concluir várias quests e derrotar os seus arqui-inimigos.

Apesar de manter a fórmula vencedora de Diablo II, The Incredible Adventures of Van Helsing conseguem o que outros jogos do mesmo género não têm conseguido: manter-se fiel ao estilo de jogo e ser um bom sucessor espiritual (que, a meu ver, chega a ser mesmo melhor que o próprio Diablo III).

The Incredible Adventures of Van Helsing foi um jogo lançado também de forma diferente. O jogo foi dividido e lançado em 3 partes (cada uma dessas partes um jogo em si), tendo sido a primeira parte lançada em 2013 e conseguindo um bom sucesso. A segunda parte, The Incredible Adventures of Van Helsing II foi lançado em 2014 e embora tenha conseguido manter o nível, já não foi tão bem recebido. A terceira parte, The Incredible Adventures of Van Helsing III, já foi lançada em 2015 e foi lançada ainda incompleta. Inicialmente não estava previsto as 3 partes serem combinadas num só jogo mas dadas as críticas para com The Incredible Adventures of Van Helsing III, a NeocoreGames optou por combinar os 3 jogos num único jogo mais coeso. Para não prejudicar os jogadores que já tivessem adquirido os 3 jogos anteriores esta nova versão chamada de The Incredible Adventures of Van Helsing – Final Cut tornou-se grátis para quem provasse possuir os 3 jogos separados. Quem só possuísse um ou 2 desses jogos não receberia desconto mas a possibilidade de adquirir os 2 anteriores a preço mais baixo e depois pedir o Final Cut grátis ainda se mantém.

Esta forma de lançamento permitiu a NeocoreGames desenvolver um produto final mais de acordo com a ideia que eles tinham inicialmente mas na qual não podiam arriscar a fundo visto serem um grupo pequeno. E permitiu-lhes ganhar uma comunidade de fãs grande e duradora que foi fornecendo críticas e opiniões às quais o grupo prestou (e ainda presta) grande atenção.