X-Morph Defense

X-Morph Defense é um espectacular jogo Tower Defense, que só não toma de imediato o 1º lugar no nosso Top 10 de jogos deste género porque não tem tanta variedade e complexidade que tem Deathtrap. Em X-Morph Defense fazemos parte de uma raça de máquinas super avançada com a capacidade de modificar-se no momento (semelhante a transformers mas com várias formas e opções). O objectivo? Assimilar o planeta Terra recorrendo a poderosas mas estacionárias máquinas capazes de criar ressonância entre si para alterarem a rotação do planeta. Só então podem extrair os recursos do planeta sem qualquer perigo. Obviamente a humanidade não pode aceitar isto, pois tal significa o fim da vida na terra. Para se defenderem, são enviadas caravanas de carros de combate, aviões e helicópteros de guerra, tanques e até mechs, na esperança de chegarem ao ‘extractor’ e destruí-lo antes que os X-Morph assimilem a região e o mundo.

 

As armas disponíveis

Em X-Morph Defense tomamos controlo directo de uma nave X-Morph que tem a capacidade de alterar as suas armas. Começamos com canhões de plasma capazes de disparar para ar e para terra, mas que não são poderosos quanto as armas que mais tarde desbloqueamos. É com esta nave que teremos de defender o ‘extractor’ em cada missão.

Sozinhos, contudo, não é possível e para isso é nos dada a habilidade de construir torres de defesa que podem ser entre canhões básicos de plasma, artilharia, canhões laser ou torre anti-aérea (esta pode ainda especializar-se disparando muitos misseis ou um canhão laser). Cada tipo de torre tem os seus pontos fortes e fracos e haverá inimigos que veículos inimigos que resistem mais a um tipo de torres do que outras. Obviamente, e como seria de esperar, saber combinar os tipos de torres é essencial. E claro, teremos de compensar as falhas nas defesas atacando directamente com a nossa nave.

O melhor, contudo, é poder criar barreiras laser que a grande maioria dos inimigos não consegue atravessar. Isto irá alterar o caminho que percorrem, levando-os, preferencialmente, por caminhos mais longos e melhor protegidos.

Vários mapas requerem mesmo que se criem labirintos com estas barreiras para garantir que os veículos humanos demorem a chegar ao extractor. Obviamente, à medida que avançamos, começam a aparecer alguns veículos e infantaria capaz de ignorar estas barreiras. Há também as unidades voadoras que as ignoram por completo mas essas são as mais fáceis de lidar.

 

Pode-se destruir tudo.

Bem, não tudo. Rochas e o chão, bem como a fundação dos edifícios, isso são coisas que não se destroem. De resto, tudo pode vir abaixo ou explodir em centenas de pedaços. O melhor disso é que este ambiente altamente destrutível também permite destruir inimigos. Se mandarmos um prédio abaixo, este irá destruir boa parte dos veículos que estiverem a passar ao pé, esmagando-os.

Ou destrói-nos a nós. Felizmente ressuscitamos uns 20 segundos depois, mesmo quando são os inimigos a destruir-nos.

Saber usar o ambiente para lidar com os inimigos é essencial, principalmente quando se trata de ‘bosses’, sendo que alguns não podem ser impedidos de avançar, apenas atrasados ou forçados a tomar uma volta maior se bloquearmos o seu caminho com edifícios.

O outro lado positivo é vermos uma destruição gigante de cidades, esperada quando se mete alienígenas a combater humanos capazes de construir máquinas gigantes.

 

Single Player ou Co-Op

X-Morph Defense possui uma campanha single player com algumas missões. O jogo não é longo mas podem obter mais missões com o seu DLC European Assault ou usar mapas criados por modders.

Mas não precisam de o jogar sozinho. X-Morph Defense vem com uma opção co-op que divide o ecrã para pudermos ver o que o outro jogador está a fazer. Contudo, isto trará mais inimigos para o campo de batalha.

 

Veredicto

X-Morph Defense é um jogo que todos os amantes de Tower Defense devem experimentar. Se querem um bom desafio sem entrarem na complexidade de Deathtrap, este será sem dúvida o vosso Tower Defense favorito.

REVIEW GERAL
Avaliação Pessoal
8
Engenheiro de profissão e gamer por gosto, João Paulo adora boardgames, RPGs de mesa e computador, RTS e shooters e olha para jogos para uma excelente forma de arte, transmitir emoções e contar histórias fenomenais.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.